Publicado em: terça-feira, 04/06/2013

Equador e Reino Unido poderão se reunir para debater asilo para Assange

Equador e Reino Unido poderão se reunir para debater asilo para AssangeA chancelaria do Equador confirmou durante esta segunda-feira (3) uma reunião junto a autoridades britânicas marcada para este mês para que seja tratado sobre o futuro de Julian Assange fundador do site WikiLeaks, porém Londres disse que estava considerando apenas a possibilidade.

Assange tem 41 anos e ficou refugiado dentro da embaixada do Equador, na cidade de Londres, no mês de junho de 2012 para que evitasse ser extraditado para a Suécia, onde foi acusado de ter cometido um abuso sexual, o dono do WikiLeaks nega as acusações e diz que estão querendo punir ele por causa do site que divulgava informações secretas sobre governos.

O chanceler Ricardo Patiño do Equador disse através do Twitter que após um ano de Julian Assange estar na embaixada do Equador na cidade de Londres, irá voltar a se reunir junto ao secretário William Hague no dia 17 de junho.

Durante a primeira hora da segunda-feira (3), o Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido afirmou que ainda estava sendo considerava a solicitação feita por Patiño para se encontrarem na cidade de Londres.