Publicado em: terça-feira, 03/02/2015

Enquete BBB15 – Douglas admite ter agredido ex-namorada

O Big Brother Brasil 15 começou há pouco mais de uma semana e já vem batendo recorde de polêmicas. Na última madrugada, durante um bate papo entre os brothers na área externa da casa, o emparedado Douglas acabou confidenciando aos colegas que já agrediu uma ex-namorada no passado, quando tinha cerca de 20 anos. Douglas está no paredão que será disputado na noite de hoje, brigando pela preferência do público ao lado do poeta Adrilles. Ele foi o indicado do líder Rafael depois de uma confusão na última festa, quando Douglas agrediu os colegas que tentavam ajudá-lo a trocar de roupa, como ele estava muito bêbado pela festa.

O motoboy comentou com os colegas que o caso ocorreu com uma ex namorada com a qual ele terminou o relacionamento, mas que a jovem não teria aceitado o fim do namoro e teria passado a persegui-lo. De acordo com o relato do motoboy, a moça estaria em uma comemoração da família, onde ele apareceu e teria se desentendido com a moça, que teria cuspido em sua cara. Ele relatou que depois que a moça fez isso, ele não pensou duas vezes e deu um soco na moça, que desmaiou na hora.

Vote em quem você quer ver fora do BBB15

[poll id=”34″]

Enquete BBB15 - Douglas admite ter agredido ex-namorada

Para completar o relato, Douglas ainda informou aos colegas que essa não teria sido a primeira vez que agrediu a jovem. Ele relatou que em outra ocasião, quando voltava de uma balada, teria encontrado a moça em um praça com alguns conhecidos dele, decidindo se aproximar do grupo. Depois disso, a moça teria se aproximado dele e ameaçado algumas vezes que iria queimá-lo com o cigarro que estava fumando. Ele disse que tentou evitar confusão e teria se afastado da moça, mas não conseguiu manter o equilíbrio e acabou voltando para acertar contas com a moça, agredindo ela mais uma vez.

Os brothers ficaram chocados com o relato, mas Douglas afirmou estar consciente do erro, garantindo que iria assumir seus erros se fosse chamado para prestar depoimentos sobre o caso, podendo até responder legalmente pelas agressões. Ainda assim, ele afirmou que paciência tem limites e não soube lidar com a situação de outra forma.