Publicado em: sexta-feira, 31/01/2014

Engenheiro diz que passarela caiu por não estar bem afixada

Passarela caiu por não estar bem afixadaO Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) tem à frente de sua comissão o engenheiro Jacques Sherique. A comissão agora investiga o acidente ocorrido nesta semana na Linha Amarela. Antes do resultado oficial, o engenheiro declarou que a passarela cedeu por não estar bem afixada sobre os pilares de sustentação. De acordo com ele, se não houvesse essa falha, o impacto causado pela caçamba na estrutura metálica não teria causado a queda da estrutura na pista.

Ele afirmou que a passarela não estava bem ancorada e por isso os pilares não serviram para nada. Ainda de acordo com o engenheiro, a parte central da passarela estaria apenas apoiada sobre a ponta dos pilares, de forma que o projeto pode apenas ter considerado que o peso da estrutura iria ser suficiente para que ela continuasse presa, sem considerar que uma caçamba iria bater na estrutura. Ele lembrou ainda que outras passarelas já mostraram diversos arranhões por conta do contato dos veículos. A comissão agora investiga se ocorreu um erro na execução do projeto ou se o projeto é que foi mal estruturado.

Conforme foi relatado por moradores, não é incomum que caminhões passem no local forçando a passagem na linha amarela. Já foram registradas diversas outras batidas sem gravidade nesta mesma passarela do acidente, o que não teria causado abalo na estrutura como nesta ocasião. Também ocorrem situações em que foi esvaziado os pneus do caminhão, de forma que a altura dele ficasse menor e conseguisse seguir trajeto pela linha amarela.

Especialistas foram ouvidos por diversos portais da internet e todos eles alegam ser praticamente impossível que o motorista não tenha percebido que a caçamba do veículo estava suspensa. Técnicos também avaliam que tudo não se passa de uma falha humana, já que a caçamba não foi feita para que o caminhão se movimente com ela levantada, porque muda completamente a aerodinâmica do caminhão. Engenheiros explicaram que a caçamba só é erguida no momento em que se pisa na embreagem, uma tomada de força é acionada e uma bomba hidráulica se move.