Publicado em: segunda-feira, 13/08/2012

Enem revela diferenças de notas entre estudantes negros e brancos

Enem revela diferenças de notas entre estudantes negros e brancosO Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, teve um recorde de dados inédito nas capitais do país no ano de 2010. Além de confirmar a diferença entre as notas médias que são obtidas pelos estudantes o ensino médio de colégios particulares e das escolas públicas brasileiras, os dados do Exame puderam mostrar também a diferença que existe entre as notas marcadas pelos estudantes brancos e pelos estudantes negros destas duas redes de ensino.

Os números divulgados pelo Enem demonstram que os alunos brancos dos colégios particulares tiram notas que são 21% maiores do que as obtidas pelos negros da rede pública de ensino, em média. Essa taxa é maior que a diferença de 17% levando em conta as notas gerais entre os estudantes da rede privada e pública de ensino, sem levar em consideração o quesito raça.

O estudo feito pelo Ministério da Educação ainda mostra que os resultados variam de estado para estado. Segundo os especialistas em educação, essa distorção acontece por conta da desigualdade social e da diferença na qualidade de ensino nas escolas que pertencem às redes estaduais.

Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que prevê que 50% das vagas das universidades federais sejam reservadas para estudantes de escolas públicas e que parte delas sejam voltadas para negros, pardos e indígenas. Essas reservas de vagas terão ainda que respeitar critérios de renda. Vale lembrar que a maior parte das universidades federais brasileiras já adotaram o Enem como o único processo de seleção de seus alunos.

José Fernandes Lima, que é presidente do Conselho Nacional de Educação, disse que existe em nosso país um acúmulo de desigualdades, social e racial. Segundo ele, se os estudantes de escolas públicas tem uma desvantagem em comparação com os estudantes de escolas particulares, os negros que estudam em escolas públicas têm uma desvantagem ainda maior.