Publicado em: quarta-feira, 25/01/2012

Enem 2012: MP pede que Policia Federal apure melhor investigação

O Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) pediu que o relatório elaborado pela Polícia Federal que investiga o vazamento das questões aplicadas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 seja aprofundado. De acordo com o MPF. O relatório não é conclusivo e que existem outros pontos que precisam ser estudados. Na ultima semana, a PF indiciou dois funcionários do Colégio Christus, em Fortaleza, pela antecipação das questões.

Segundo a nota divulgada pelo Ministério Público nesta terça-feira (24), procuradora da República Maria di Ciero, indica que as investigações devem ser aprofundada para “formar um juízo de valor apto a oferecer uma denúncia lastreada em elementos mais convincentes”.

Segundo a investigação da PF, que durou dois meses, um dos funcionários que o colégio contratou para que o pré-teste do Enem fosse aplicado aos estudantes teve acesso ao caderno de questões e copiou as questões que foram anexadas a uma apostila aplicada aos alunos matriculados no terceiro ano do ensino médio e também no curso pré-vestibular.