Publicado em: sábado, 03/11/2012

ENEM 2012: Insegurança ainda preocupa os estudantes

enem 2012As ultimas edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foram marcadas por falhas que comprometeram a segurança e a veracidade dos resultados da prova. Este ano mais de 5,7 milhões de estudantes estão inscritos no Enem e as provas iniciam a partir das 13 horas deste sábado, dia 3.

O MEC – Ministério da Educação, junto com o Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais anunciaram um reforço na segurança para evitar que os problemas voltem a se repetir. Assim a expectativa é que a segurança não seja mais um problema. Apesar disso muitos acreditam que isso ainda não será o bastante.

Um dos grandes problemas seria o tamanho da prova que tem extensão nacional. O exame serve para certificar que o ensino médio foi concluído e também como forma de ingresso no ensino superior. Por ser de abrangência nacional ele exige uma grande organização e logística para evitar as falar. Por exemplo a Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular), que seleciona os alunos para ingressarem na USP – Universidade de São Paulo tem 32 vezes menos alunos inscritos que o Enem.

Alguns especialistas, como Mateus Prado, do Instituto Henfil afirma que existem grandes dificuldades na realização de uma prova deste tamanho e o grande desafio do MEC será resolver os problemas das edições anteriores. A gráfica reforçou a segurança e assim os problemas com relação a roubo das provas não devem se repetir.

Até mesmo o Ministro da Educação. Aloizio Mercadante, chegou a afirmar que a prova não é 100% segura e que outros problemas podem aparecer, mas assegura que ainda sim este ano o Enem será mais seguro. Isso porque lacres eletrônicos vão fechar os malotes com as provas, contando o tempo que eles saem da gráfica, até o momento em que eles são abertos no local de prova.

Em 2009 o exame perdeu credibilidade depois que uma prova foi roubada da gráfica. No ano seguinte o caderno de provas da cor amarela apresentou erros. E em 2011 alguns estudantes de uma escola do Ceará conseguiram ter acesso a questões do Enem antes que a prova fosse realizada. Isso aconteceu por causa do pré-teste, que seleciona as provas que vão para a avaliação.

Esses problemas chegaram a ser mencionadas na campanha política para prefeito deste ano em São Paulo. Fernando Haddad, o prefeito eleito era o Ministro da Educação quando os problemas aconteceram.