Publicado em: sábado, 05/11/2011

Enem 2011 – MPF deve recorrer de decisão que suspende a anulação de questões

Após o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), no Recife, anunciar que está suspendendo a anulação das 13 questões antecipadas do Exame Nacional do Ensino Médio, o procurador do Ministério Público Federal (MPF) do Ceará, Oscar Costa Filho, disse que o ministério deve recorrer da decisão.

Durante uma entrevista coletiva, o procurados disse que um recurso será apresentado pela Procuradoria da República da 5ª Região e que o MPF esta;a apto a recorrer.

Para ele, a anulação das questões que vazaram somente aos estudantes do Colégio Christus, que distribuir o material com as questões antecipadas, não se diferente em termos jurídicos de aplicar um novo exame somente a estes estudantes. “Continua discriminando uma categoria de alunos como se tivessem culpa do vazamento. Tanto faz fazer uma nova prova como anular as questões só para eles”, disse.

Costa filho ainda comentou que a idéia de anular somente as questões dos alunos que tiveram acesso ao material veio após a presidente do Instituto Nacional de Estudos de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) anunciar na segunda-feira (31) que é possível que mais alunos tivessem acesso ao material feito pelo Christus. “Foi uma falha no subjetivismo que estão adotando”, argumentou.