Publicado em: quinta-feira, 24/11/2011

Enem 2011: Haddad explica processo na Câmara dos Deputados

Nesta terça-feira (23), o ministro da Educação, Fernando Haddad, compareceu a reunião da Comissão de Fiscalização da Câmara dos Deputados para dar explicações e defender o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em sua fala, o ministro argumentou que o sistema de avaliação precisa se fortalecer e ainda falou que ele tem sendo alvo de atos ilegais por ser um sistema que é eficaz.

Haddad foi convocado pelos deputados para participar da reunião após a edição de 2011 do Enem passar por novos problemas. Esta é a terceira vez seguida que a prova apresenta erros. Nesta edição, 639 estudantes de um colégio particular em Fortaleza tiveram acesso antecipada à 14 questões que faziam parte da prova. A Justiça Federal decidiu anular as questões somente ao grupo de participantes envolvidos, sendo que o ministério irá recalcular a prova para fazer a pontuação correta.

“Uma coisa que não tinha valor, passou a ter [prova do Enem]. Nós vamos sofrer com atividades ilícitas. Vamos ter que lidar [com fraudes envolvendo a aplicação das provas]”, disse o ministro. Haddad ainda comentou que o exame norte americano SAT, equivalente ao Enem, tem cerca de 3 mil problemas nas provas a cada edição.

Sobre as acusações mais recentes, que indicam irregulares do Inep, o ministro afirmou que são casos exclusivos à empresa responsável, e não à administração pública feita pelo MEC. “As más pessoas de fora não podem reclamar de quem está fazendo um trabalho sério dentro da administração [pública]”, afirmou Haddad.