Publicado em: sexta-feira, 07/10/2011

Enem 2011 – Estudantes não terão acesso à correção da redação

Quem fizer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 não terá acesso digital à correção das redações. Foi derrubado na Justiça pela Advocacia-Geral da União (AGU) a decisão que obrigava o Inep a disponibilizar as provas de redação em um arquivo digital aos candidatos desse ano.

Foi solicitado pelo Ministério Público Federal a inclusão de uma cláusula no edital do Enem 2011 que garantisse aos candidatos o direito de obter vista da prova, com prazo razoável para formulação de recursos. O Inep seria obrigado a divulgar esse conteúdo.

Porém, os advogados da União e Procuradores Federais recorreram, alegando que a liminar iria causar “lesão grave” ao Instituto. O AGU informou que o acesso às provas para mais de 5,4 milhões de candidatos iria demandar a aplicação de milhões de reais para a aquisição de equipamentos necessários para disponibilizar esse arquivo digital e criar um sistema de acesso ao material na internet que permitisse esse acesso simultâneo.

A AGU ainda declarou em nota que “essa medida poderia, inclusive, inviabilizar de realização do Enem 2011, nos próximos dias 22 e 23 de outubro, por causa da ausência de recursos financeiros e de tempo para cumprimento da determinação judicial”. O Tribunal regional Federal da 1ª Federal (TRF1) deu ganho de causa à AGU, derrubando a liminar anterior.