Publicado em: terça-feira, 13/09/2011

Enem 2010: pior nota é de escola indígena em SP

O Ministério da Educação divulgou nesta segunda-feira (12) as notas que as escolas do país tiveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) edição de 2010. A escola que tirou a menor nota entre as participantes foi uma escola indígena estadual localizada em Bertioga, no litoral de São Paulo. A média foi de 432 pontos. A média do MEC é de 511,11 pontos.

A Escola Estadual Indígena Txeru Ba’ e’ Kua Ipossui sete turmas que são distribuídas em cinco salas de aula. Como ela está inserida dentro de uma reserva indígena, não conta com acesso a internet, laboratório de informática, biblioteca e área de recreação para os alunos. Porém, a escola além de ministrar o conteúdo obrigatório do MEC ainda possui uma grade de aulas extras que abordam a cultura indígena.

Para esta ultima edição, o Ministério resolver adotar novos critério para fazer a divulgação das notas que são obtidas por escola do Exame. Assim, foi criado um sistema que avalia o numero que estudantes que participaram do Enem por escola. No primeiro grupo estão as escolas que ficaram entre 75% a 100% de participação, no grupo 2 de 50% a 74,9%, no gruo 3 com 25% a 49,9% e 4 com 2% a 24,9%.

Esta sistema foi adotado como uma forma de evitar que seja feito uma ranking das melhores e piores escolas do país. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacionais Anísio Teixeira (Inep) indica que o sistema antiga não avalia corretamente já que a participação não é obrigatória. Nas edições anteriores as escolas selecionavam os melhores alunos para conseguirem as melhores pontuações.