Publicado em: segunda-feira, 10/02/2014

Encontradas pegadas humanas mais antigas fora do continente africano

Encontradas pegadas humanas mais antigas fora do continente africanoA descoberta foi anunciada ontem, sexta-feira (7), por uma equipe de pesquisadores. As pegadas teriam cerca de 800 mil anos e foram encontradas na Inglaterra, escondidas no lodo de um velho estuário, na beira-mar de Happisburgh. São pegadas de crianças e de adultos, o que indica que se tratava de uma família, e são as mais antigas descobertas fora da África.

Até hoje, só existem dois locais em que foram encontrados rastros humanos mais antigos que os de Happisburgh, e os dois se situam na África. Um é na Tanzânia, em Laetoli, com pegadas de 3,5 milhões de anos, e o outro é no Quênia, em Koobi Fora, com pegadas de 1,5 milhão de anos atrás.

Para Nick Ashton, representante do museu britânico, a descoberta é rara e excepcional. Nick faz parte da equipe que conduziu as buscas, juntamente com a universidade londrina Queen Mary e o Museu de História Nacional. Muitos anos atrás, essa mesma equipe encontrou fósseis de mamutes e pedras talhadas nesse local.

Registro

Como as pegadas foram encontradas durante a maré baixa, os pesquisadores foram rápidos em registrar, antes que a maré subisse novamente e apagasse os rastros. Posteriormente reconstruíram os arquivos fotográficos que possuíam em 3D e então identificaram que se tratava de adultos e crianças.

Para Nick, os donos dos pés que marcaram o chão mediam entre 90 cm e mais de 1,70 metro. Podem ainda estar relacionados ao homem pioneiro, homo antecessor, que foi aparentemente extinto na Europa há 600 mil anos e que, além de ter uma altura parecida com a do homo sapiens, eram totalmente bípedes. Entretanto, não se sabe exatamente qual a identidade dos humanos que fizeram as pegadas.