Publicado em: quinta-feira, 23/01/2014

Empresários brasileiros não estão otimistas com a economia do país

Empresários brasileiros não estão otimistasNa primeira participação da Presidente Dilma Rousseff no Fórum de Davos, que acontece depois de amanhã, ela vai se deparar com a estrela do nosso país um tanto quanto sem brilho, mas ainda sem estar totalmente apagada.

Isto é o que mostra uma pesquisa feita com presidentes executivos, os CEOs, que foi realizada no fim do ano passado. A pesquisa, foi divulgada ontem, dia que marca a véspera do encontro que acontece anualmente na cidade suíça.

No ano passado, o empresariado brasileiro ocupava a quarta posição no campeonato mundial de otimismo, e ficou atrás apenas da índia, Rússia e do México. A expectativa dos economistas no ano passado era de 44% par que suas receitas crescessem a curto prazo.

Porém, neste ano, os brasileiros caíram três posições, sendo que apenas 42% estão otimistas, e ficaram atrás dos russos, indianos, chineses/Hong Kong, Dinamarca, Asean, sul-coreanos e mexicanos. O otimismo dos nossos empresários está empatado om os suíços.

Mesmo com essa queda, este não é considerado um resultado ruim, considerando a média mundial de otimista que é inferior à brasileira, com apenas 39%. Porém, o Brasil está na contramão dos seus concorrentes, já que a média global aumentou de 36% para 39%, sendo eu o Brasil perdeu dois pontos percentuais.

Outro fato que demonstra que o Brasil está com a estrela sem brilho, é que, comparado com o ano passado, o nosso país perdeu três pontos percentuais na pesquisa que revela em qual país os empresários investiriam. No ano anterior, a marca do Brasil era de 15%, já esse ano está em apenas 12%.

Mas a luz não está se apagando somente no Brasil, mas sim, nos países emergentes em geral e dos Brics – Brasil, China, Índia, Rússia e África do Sul -com exceção apenas da China.