Publicado em: sábado, 26/01/2013

Empresário Eike Batista quer parceria da Petrobras em Porto no estado do Rio

Empresário Eike Batista quer parceria da Petrobras em Porto no estado do RioApós Eike Batista ter um ano complicado que viu sua fortuna encolher, o dono do grupo EBX busca apoio do governo federal para que firme uma aliança junto à Petrobras e possa desenvolver um entre os principais projetos dele, que é o Porto do Açu. Batista esteve reunido com a presidente Dilma Rousseff na última semana para que tentasse conseguir um investimento da estatal para realiza o empreendimento.

Já durante esta quinta-feira (24), o empresário chegou a levar o ex-presidente Lula para que conhecesse o local do projeto que fica em São João da Barra na região norte do estado do Rio de Janeiro.

Eike vem tentando se aproximar da Petrobras desde meados do ano passado. Como encontrou pouca receptividade em Graça Foster, presidente da estatal, decidiu concentrar esforços em Brasília.

De acordo com empresários cariocas, a intenção de se aproximar da Petrobras teria motivado Eike a contratar o presidente da Firjan (federação das indústrias do Rio), Eduardo Eugênio de Gouvêa Vieira, como vice-presidente da EBX. Com origem no setor de petróleo e bom trânsito nos meios oficiais, Gouvêa Vieira teria papel importante nessa articulação.

Integrantes do Executivo em Brasília veem a negociação com a Petrobras com bons olhos. Alguns até defendem que se substitua investimentos no Porto do Rio, público, por negócios com Eike. A avaliação que a Petrobras faz é de que Açu pode vir a ser utilizado apenas para basear o apoio do escoamento da grande produção no pré-sal realizado na bacia de Santos, porém isso não iria invalidar os investimentos neste Porto do RJ.

Em conversas que teve na última semana junto ao Planalto, foi informado de que a entrada da empresa brasileira de petróleo no porto de Açu poderia acontecer por um arrendamento da área ou através de uma sociedade efetiva.