Publicado em: quinta-feira, 24/01/2013

Empresa que fabrica o BlackBerry lança novo sistema

Empresa que fabrica o BlackBerry lança novo sistemaA Research In Motion (RIM) que produz os celulares BlackBerry lançou o novo sistema que permite que os seus grandes clientes utilizem a nova linha de smartphones BlackBerry 10 nas redes deles. Isto abre caminho para que novos aparelhos sejam lançados em 30 de janeiro, o que vai ser decisivo para que o futuro da empresa seja determinado.

A RIM fez anúncio durante esta quarta-feira (23) de que o novo sistema para administração de aparelhos, chamado de o BlackBerry Enterprise Service 10 (BES 10) foi disponibilizado para que agências do governo e clientes de empresas. O BES 10 permite aos clientes administrarem a operação dos aparelhos de empresas e dos funcionários, e pode oferecer plataforma única para que administre aparelhos BlackBerry, Android e com iOS.

Os celulares BlackBerry, utilizam um novo sistema operacional, que é visto como papel central para que a RIM tenha futuro. A empresa perdeu mercado para os iPhones e para smartphones que utilizam o sistema operacional Google Android. A RIM aposta agora que a linha reformulada de aparelhos com touchscreen e teclados vai ajudar com que ela reconquiste clientes e o mercado.

O destino que os smartphones vão ter, vai ser determinado com a recepção que os grandes clientes da RIM irão dar. Muitos deles continuam a usar os serviços da empresa, pois a empresa oferece forte segurança nos smartphones BlackBerry.

O diretor-sênior de software para empresas na RIM, Peter Devenyi aponta que este novo sistema para administração de celulares, busca aproveitar a segurança que é a maior força da RIM, porém também oferece inovações que permitem que possam atender às necessidades dos departamentos de informática. Ele diz que a empresa espera que os clientes empresariais mudem de maneira rápida para o BB10.

Tanto o BES 10 quanto os novos smartphones já tiveram a certificação Federal Information Processing Standard 140-2 (FIPS 140-2), que é uma cobiçada licença de segurança dos Estados Unidos que permite que as agências governamentais utilizem os aparelhos logo que forem lançados.