Publicado em: terça-feira, 20/05/2014

Empresa proprietária da cachaça João Andante perde processo para fabricante de Johnnie Walker

Empresa proprietária da cachaça João Andante perde processo para fabricante de Johnnie WalkerOs donos da cachaçaria que produz a cachaca João Andante perderam o processo que foi movido pela fabricante da Johnnie Walker e com isso terão de alterar o nome e a imagem que está estampada no rótulo da bebida.

A cachaçaria foi processada após a empresa que é responsável pela fabricação do Whisky ter a acusado de plágio, já que o nome da cachaça trata-se da tradução para o português, além disso a empresa verificou que no rótulo da cachaça o desenho também fazia menção ao que existe na garrafa de whisky, no Johnnie Walker existe um lorde inglês que caminha com uma bengala, na garrafa da cachaça existe um andarilho.

A empresa que fabrica a cachaça declarou que irá entrar com recurso da decisão, porém enquanto isso não ocorre a empresa está impedida de utilizar o nome, a maneira que os produtores encontraram para que a produção não seja interrompida foi modificar a marca, sendo assim a cachaça vai ser vendida com o nome de “O andante”, a figura do andarilho no rótulo também foi modificada.

A empresa Diegeo, fabricante do Johnnie Walker, foi quem levou o caso para a justiça e procedeu a denúncia no Instituto de Propriedade Industrial, a cachaça João Andante teve sua criação no ano de 2008 e foi acusada de plágio pela Diegeo.

A fabricante Diegeo ganhou o processo em primeira estância e apesar disso ainda existem garrafas com o rótulo antigo da João Andante sendo comercializado, a empresa fabricante declara que estes estoques irão durar cerca de dois meses para ser finalizado.

Os produtores da antiga João Andante adiantam que as cachaças que serão produzidas sob novo nome devem ter seus preços alterados, já que a produção da bebida será realizada numa quantidade maior do que era produzida utilizando o nome antigo.