Publicado em: segunda-feira, 27/02/2012

Empresa aérea Gol planeja crescimento de até 2% em oferta doméstica

A empresa Gol Linhas Aéreas Inteligentes S.A. divulgou no final da semana passada, quinta-feira (23), as projeções para o ano de 2012. As estimativas são de crescimento entre 0% e 2% na oferta doméstica, o que pode resultar em taxas de ocupação entre 71% e 75% nos voos da Gol.

A empresa também projeta aumento da demanda doméstica de toda a indústria dentre 7% e 10%, como um reflexo da economia e da demanda por viagens aéreas nacionais. De acordo com a própria empresa, o indicador de tarifa, conhecido como vield, “deve continuar em sua trajetória de recuperação progressiva resultado das ações prudentes tomadas pela companhia e pela indústria no que se refere à oferta de assentos para o futuro”. Ficou previsto entre 363 mil e 370,3 mil o número de decolagens.

A empresa aérea Gol ainda espera que a margem operacional, o Ebit, fique entre 4% e 7% em 2012. O preço do petróleo WTI deverá ficar próximo de US$ 110,4 e de US$ 120,4 para o Brent, baseado nos dados fornecidos pela Energy Information Administration (EIA).

Conforme informa o comunicado da empresa, o plano de frota da companhia para este ano e para os próximos está sendo revisto, visando englobar a renovação da frota da Webjet. A empresa informa que o mercado será informado sobre o momento da definição.

Sobre a empresa

A Gol Transportes Aéreos é uma companhia aérea brasileira que foi criada em janeiro de 2001, em São Paulo. Atualmente, é presidida por Constantino de Oliveira Júnior, herdeiro do grupo Áurea. O grupo mineiro é um dos maiores do setor de transporte de passageiros do Brasil.

A companhia adotou em sua fundação o conceito “low-cost/low-fare” (baixo custo/baixa tarifa), mas atualmente não segue mais 100% o conceito, já que a empresa possui alguns dos trechos com preços equivalentes, e as vezes até maiores, que a principal concorrente, a TAM Linhas Aéreas.