Publicado em: sexta-feira, 24/05/2013

Empate heróico no fim dá vantagem ao Atlético-MG

O galo foi guerreiro na luta pelas semifinais da Taça Libertadores 2013. Começou perdendo por 2 a 0 para o Tijuana, no México, mas não desistiu. Nos últimos minutos do segundo tempo, Luan conseguiu garantir o empate com gosto de vitória, na noite desta quinta-feira (23).
No México, o jogo foi à tarde. Quatro horas a menos em relação ao fuso horário de Brasília (DF). Os atleticanos foram em peso para apoiar o time com melhor campanha na Libertadores, na casa do adversário.
Na primeira etapa, Ronaldinho e Bernard trabalham bem juntos. Mas a zaga mexicana parece bem armada. Dá o bote e não permite a conclusão dos atacantes atleticanos. Do outro lado, Riascos era o nome que levava perigo ao gol de Vítor. As jogadas de ataque iniciam pelo Tijuana e só eram finalizadas porque os zagueiros brasileiros estavam nervosos e insistiam no erro. Ainda no primeiro tempo, Júlio César faz falta na entrada da grande área. Perigo certo. O colombiano, principal nome da partida até o momento, participa da jogada ensaiada, mas o goleiro do galo estava atento.
A partida foi lá e cá. O Atlético também levou perigo ao adversário na primeira etapa. Mas foi Riascos quem abriu o placar. Aos 31, ele tabela na entrada da área atleticana, dribla e chuta mascado. A bola vai devagar no canto direito e entra. A torcida do Tijuana vai ao delírio.
No começo do segundo tempo, mais pressão mexicana. Martínez, o Neymar mexicano, perde um gol incrível nos primeiro minutos, após subir e cabecear sozinho a bola vinda de escanteio. Mas minutos depois ele se recupera. Aos 7, chute de fora da área, Vítor rebate a bola sobra para o atacante do cabelo moicano. Ele só tem o trabalho de empurrar para o fundo das redes e ampliar em 2 a 0.

Aos 20, Ronaldinho cobra escanteio e a bola vem nos pés de Diego Tardelli, que diminui. O Atlético sofreu até o final da segunda etapa. O gol de empate só saiu nos acréscimos. Aos 46 e meio, Tardelli toca para Luan, que se enrrola com a defesa do Tijuana e chuta na chuta colocado, rasteiro na entrada da área. Com dois gols fora de casa, o Atlético leva boa vantagem para o jogo de volta, em Belo Horizonte (MG). O empate no segundo jogo só interessa ao galo.