Publicado em: sábado, 19/11/2011

Emocionada, presidente Dilma lança projeto para portadores de deficiência

Com lágrimas nos olhos, a presidente Dilma lançou nesta quinta-feira (17) o programa Viver sem Limites, que deve investir R$ 76, bilhões até 2014 para que as pessoas com deficiências sejam incluídas na sociedade. O dinheiro deve ser aplicado a educação, adaptação de escolas e universidade, construção de salas de aula multifuncionais, transporte escolar adaptado e ainda a oferta de vagas em cursos de graduação superior para portadores de deficiência.

“Obviamente é um momento de emoção. Estamos aqui hoje para celebrar a coragem de viver sem limites e com autonomia em um de seus aspectos mais importantes, a capacidade que nós seres humanos temos de nos transformar, de nos superar. A incrível força que há nas pessoas para vencer desafios e superar limites”, disse.

Dilma discursou após chorar ao cumprimentar as meninas Ivy, com 6 anos de idade, e Beatriz, de um ano, que têm síndrome de Down. As duas crianças são filhas do deputado federal Romário e também no senador Lindbergh Faria, respectivamente, que participaram da cerimonia. “As duas menininhas tiveram aqui uma cena maravilhosa e enternecedora. A filha do Romário carregando a filha do Lindbergh”, comentou a presidente.

“Eu acredito que em alguns momentos a gente considera que eles são muitos especiais, e aí queria dizer que, hoje, este é um momento em que vale a pena ser presidente”, afirmou a presidente que foi aplaudida da pé pelos convidados.

Logo no início do discurso, Dilma foi interrompida por uma mulher que estava na plateia e queria uma “atenção especial” para falar ao governo sobre às pessoas que possuem autismo. “Sou mãe de uma criança autista. Pelo amor de Deus, só nós sabemos o quanto é difícil”, declarou a mulher que foi atendida pela presidente.