Publicado em: quarta-feira, 29/02/2012

Emerson, do Corinthians, pode pegar até 12 anos de prisão

O atacante Emerson, o ‘Sheik’, do Corinthians, está sendo investigado por participação em um esquema de compra e venda de carros importados. O jogador do alvinegro é suspeito de colaborar com um esquema ilegal desmantelado pelo Ministério Público e Polícia Federal no ano passado.

Sheik foi denunciado pelo MP pelos crimes de lavagem de dinheiro e contrabando, e caso seja comprovada a sua culpa nestes crimes, o jogador poderá receber uma pena de até 12 anos de prisão. O volante Diguinho, do Fluminense, também suspeito pelos mesmos crimes.

Sheik adquiriu dois carros importados, com notas subfaturadas, e repassou um deles para Diguinho. Os veículos foram comprados do israelense Yoram El Al, chefe das máfias dos caça-níqueis no Rio de Janeiro e que usava uma importadora de carros para lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, Emerson comprou os carros, emplacou-os em nome de terceiros, devolveu à loja e os readquiriu, caracterizando, segundo a Polícia Federal, um esquema para a lavagem de dinheiro. Se responderem aos processos, os dois jogadores devem ser proibidos de deixar o Brasil, e assim, desfalcar suas equipes na Copa Libertadores da América.