Publicado em: sábado, 01/03/2014

Em má fase, grandes clubes podem ficar de fora das finais estaduais

Em má fase, grandes clubes podem ficar de fora das finais estaduaisNa imensa maioria dos casos, os campeonatos estaduais contam sempre com os grandes clubes locais nas fases eliminatórias. Contudo, em 2014, há um grande número de equipes de grande porte que pode ficar fora das fases finais em seus respectivos estados. As situações mais marcantes são as do Corinthians e do Botafogo, mas há outros clubes de expressão que têm chances reduzidas de disputar o mata-mata em 2014.

O Corinthians, maior campeão paulista da história (com 27 títulos) teve um bom início no Paulistão, conquistando duas vitórias seguidas. Contudo, após quatro derrotas e dois empates, a equipe chegou a frequentar a lanterna do grupo. Apesar da recuperação, com três vitórias nas últimas três rodadas, o Timão não depende apenas das próprias pernas para seguir no Campeonato Paulista – e, curiosamente, dependerá do São Paulo para avançar às fases finais.

A situação do Botafogo também é complicada. Após dez rodadas, em um total de quinze, o clube está apenas na sexta posição, e vem apresentando um futebol irregular. Neste ano, o Campeonato Carioca classifica apenas os quatro primeiros colocados da fase de grupos.

Mineiro e Gaúcho

Nos campeonatos de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, há poucas surpresas entre as equipes de maior expressão. Cruzeiro, Atlético-MG, Grêmio e Internacional seguem tranquilos em suas competições, mas as chamadas terceiras forças vivem situação complicada. Em Minas, o América-MG luta contra o rebaixamento; no Rio Grande, o Juventude vive situação parecida.

Outros campeonatos

No Paraná, a situação está muito complicada para o Atlético-PR, que vem utilizando a equipe sub-23 na competição. Após oito rodadas, de um total de 11, o Furacão está na décima posição, com apenas nove pontos conquistados. Se o campeonato terminasse hoje, o Atlético-PR estaria rebaixado no estadual.

Em Goiás, os tradicionais Vila Nova e Atlético-GO estariam fora da fase eliminatória se o campeonato terminasse hoje. No quadrangular final, além do Goiás, estariam Aparecidense, Trindade e Anapolina.

A situação no Campeonato Catarinense é parecida para o Avaí, recordista de títulos no estado. Em Santa Catarina, após nove rodadas, são definidos os quatro finalistas e as seis equipes que lutarão contra o rebaixamento. O Avaí ficou apenas na oitava posição, e terá de brigar para não cair. Os classificados para as fases finais foram Metropolitano, Criciúma, Joinville e Figueirense.

A curiosa situação se repete também no Nordeste. No Campeonato Cearense, o Ferroviário já está rebaixado, tendo conquistado apenas 18 pontos na competição, em 16 partidas disputadas. Já na Copa do Nordeste, equipes favoritas como Náutico e Bahia foram eliminadas ainda na primeira fase.

Explicações

Dentre alguns grandes clubes do país, é possível encontrar explicações para o desempenho ruim nos estaduais. Botafogo e Atlético-PR, por exemplo, estão dando prioridade à Libertadores. Em outros casos, entretanto, as explicações são das mais diversas, indo desde as tradicionais zebras em jogos eliminatórios até problemas de planejamento dos clubes para a temporada. O lado positivo da situação é que muitas equipes de menor expressão têm, finalmente, a chance de conquistar um título estadual.