Publicado em: terça-feira, 04/11/2014

Em cinco anos empresa Panasonic deve ficar com saldo positivo desde sua reestruturação

Em cinco anos empresa Panasonic deve ficar com saldo positivo desde sua reestruturaçãoA empresa Panasonic, após cinco anos em que passou por uma modificação em que produtos que eram considerados deficitários foram cortados, como smartphones, televisores de plasma e também semicondutores, obteve uma elevação em seu lucro operacional previsto para esse ano em 13%, com isso a empresa está com caixa que corresponde a valores líquidos positivo em cinco anos.

Na sexta-feira a empresa Panasonic fez o anúncio de que o lucro que é esperado para este ano tendo como deadline o mês de março do ano que vem é de 350 bilhões de ienes o que em dólares dá o valor de US$ 3.15 bilhões, comparado com o valor que foi divulgado pela empresa em julho deste ano que era de 310 bilhões de ienes, este novo valor esperado de lucro operacional, é 15% maior do que o que foi obtido no ano passado e é superior ao valor médio que é de 339 bilhões de ienes, segundo analistas.

A empresa do Japão que é fabricante de eletrônicos também apresentou uma expansão de 15% no lucro operacional que compreendem os meses de julho à setembro, o número referente a esse lucro foi de 94.7 bilhões de ienes, a empresa agora está concentrando sua expansão em transações para fornecer produtos para indústrias, em especial no setor de automóveis, essa atitude foi tomada posteriormente à empresa ter sofrido prejuízos na produção de eletrônicos para consumidores, diante da ampla concorrência que há no mercado asiático.

A meta da Panasonic também tem como meta o recorde de receita, tendo como número esperado o valor de 10 trilhões de ienes, sendo desses 2 trilhões provenientes do setor de automóveis, isso para os anos de 2018 e 2019, para este ano a empresa deseja obter como valor de receita 7.75 trilhões de ienes, de acordo com o presidente da empresa Kazuhiro Tsuga, a Panasonic não irá conseguir alcançar suas metas somente através de crescimento orgânico, mas que também precisará buscar uma parceria para que assim possam entrar no primeiro escalão de fornecimento ao setor de automóveis.

De acordo com o vice presidente financeiro da Panasonic Hideaki Kawai condicionou ao iene mais enfraquecido com o fato de a empresa ter conseguido atingir a sua meta um ano e meio antes do que havia sido previsto, a empresa possuía o deadline de atingir a meta em março de 2016, para que o caixa ficasse positivo, a taxa de câmbio do dólar para o último trimestre ficou em 104 ienes por dólar, em comparação com o ano passado o valor registrado era de 99 ienes por dólar.