Publicado em: segunda-feira, 17/02/2014

Em Cascavel, grevistas impedem saída de caminhões do pátio dos Correios

Em Cascavel, grevistas impedem saída de caminhões do pátio dos CorreiosFuncionários em greve dos Correios em Cascavel (PR) bloquearam a saída de caminhões da Central de Distribuição local. Pelo menos 12 carretas cheias de correspondências estão trancados desde a madrugada desta segunda-feira (17). O diretor regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Similares do Paraná (Sintcon), Reginaldo Rodrigues da Silva, afirmou que o bloqueio será mantido.

A greve nacional dos Correios é motivada pelo modelo de plano de saúde que está sendo implantado, e segundo o diretor do sindicato, deve seguir até sair uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. Em Cascavel, a paralização foi aderida por 40 funcionários desde o dia 03 de fevereiro. As entregas do Sedex 10 são as mais afetadas.

Mesmo com a greve, as agências dos Correios seguem abertas no Paraná. Curitiba foi a cidade mais afetada pela interrupção parcial das atividades, que agregou principalmente os carteiros. Em alguns estados, como o Rio Grande do Sul, mutirões são organizados para compensar o atraso nas entregas. Somente neste fim de semana (15 e 16) foram distribuídas 1,3 milhão de encomendas de 2 milhões que estavam pendentes. Na Bahia a greve foi encerrada.

TST vai julgar o caso

Está marcado para esta terça-feira o julgamento, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), da ação cautelar movida pela Empresa de Correios, Telégrafos e similares (ECT) para considerar a paralisação ilegal. A principal reivindicação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) é que não haja alteração no CorreiosSaúde, plano de saúde dos funcionários da ECT.

O motivo é a perda de benefícios e o encarecimento para os trabalhadores. A empresa garante que não haverá alteração no CorreiosSaúde, nem privatização. Além disso, também não haverá cobrança de mensalidade e os dependentes já cadastrados serão mantidos.