Publicado em: terça-feira, 20/05/2014

Em apenas uma semana casos de dengue sobem para 63% na cidade de Sumaré

Em apenas uma semana casos de dengue sobem para 63% na cidade de SumaréA epidemia de dengue se instalou em vários municípios do estado de São Paulo, em apenas uma semana Sumaré registrou um crescimento de 63% de pessoas infectadas pela dengue, além disso a cidade possuí dois casos fatais provocados pela dengue.

Segundo informações divulgadas pela Vigilância Epidemiológica da cidade existem cerca de mil casos e uma outra morte que teria sido ocasionada pela doença, porém as confirmações só serão feitas após as investigações serem concluídas.

Muitos municípios de São Paulo relataram uma situação de emergência, por conta do número de infectados pela doença, a maioria delas registrou esse alerta no final do mês de abril, as cidades de Campinas e Americana também procederam o comunicado nessa época, com o município de Sumaré não foi diferente.

A cidade de Sumaré teve seu maior registro de casos de dengue no ano de 2007, onde o número de registro de doentes foi de 3.699, já neste ano foram registrados 1.380 casos, fora os casos que estão sob investigação e aguardam resultados de exames de sangue para ter ou não a confirmação de infecção por dengue.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado entre 1% e 2% das pessoas que vivem na região metropolitana de Campinas, foram infectados pela doença, assim como na cidade de Sumaré, por isso o estado de emergência foi decretado, nas cidades que compõem essa região existem o registro de 31 mil casos de dengue, mas de acordo com a previsão da Secretaria de Saúde o número de pessoas infectadas tende a diminuir levando em consideração as mudanças climáticas.

Com o crescimento dos casos em tão pouco tempo várias medidas foram tomadas pelas prefeituras das cidades em que a incidência de casos foi maior, dentre elas foi a contratação de profissionais que auxiliam no combate ao mosquito aedes aegypti, além disso proprietários de casas abandonadas ou que estejam por muito tempo fechadas, e que foram identificados possíveis focos da doença, estão sendo multados.