Publicado em: segunda-feira, 23/04/2012

Eleição na França terá segundo turno

A eleição presidencial francesa será disputada no segundo turno entre o atual presidente, Nicolas Sarkozy, e o candidato socialista, François Hollande. O dia da votação está programado para seis de maio. Hollande obteve 27,5% dos votos e Sarkozy ficou com 26,6%. Marine Le Pen, candidata de direita, obteve 19,9% dos votos, o que espantou a população, já que as pesquisas indicavam que ela não faria mais de 17% dos votos dos eleitores. De acordo com o jornal francês Le Monde, uma pesquisa boca de urna indicava 28,4% para Hollande, 25,5% para Sarkozy e 20% para Le Pen 20%. O jornal mostrou ainda que o índice de abstenção foi de 19,7%.

As eleições começaram às 8h de ontem e 10 candidatos participaram da disputa. Segundo Hollande, candidato à presidência que votou em Tulle, a escolha de ontem deve influenciar todo o futuro da Europa. O candidato disse ainda que os eleitores estão preocupados com o resultado, pois dele depende também as políticas que serão implantadas no país em curto prazo. Sarkozy depositou seu voto no XVI Distrito de Paris próximo ao meio dia e estava acompanhado de Carla Bruni, primeira-dama. O candidato não deu entrevistas, mas falou com eleitores e pediu desculpas pela confusão causada pela presença dos jornalistas.

Candidatos se dividem entre direita e esquerda no segundo turno

Depois do final do primeiro turno e da divulgação do resultado, os candidatos tomaram posição mais destacada na linha ideologia. Enquanto Hollande declarou-se o candidato das esquerdas, Sarkozy, que é centro-direita, cogitou maior aproximação com a direita. Hollande reafirmou que está preparado para ocupar o cargo e que pretende diminuir a dívida do país caso eleito. O candidato falou ainda que considera “perigosa” a votação expressiva da candidata de direita, Marine Le Pen.