Publicado em: sábado, 26/05/2012

Eike diz que crise tem pouco impacto no Grupo EBX

Segundo Eike Batista, as suas empresas do Grupo EBX não sofrem com a crise na economia internacional. O empresário afirma que suas companhias possuem margens elevadas. Segundo ele, nada do que é feito internacionalmente tem abalado o Grupo. O empresário falou com os jornalistas durante evento feito para estrear a presença da CCX na Bolsa de Valores. Essa resposta foi dada em função de uma pergunta feita pelos jornalistas sobre uma possível parceria entre o grupo e montadoras de veículos. Mas segundo ele esse mercado está muito bem competitivo e estruturado no país.

Empresário fala sobre crise internacional e diz que ela é passageira

Eike falou ainda sobre a crise internacional. Segundo ele, os problemas econômicos vão passar, pois os países emergentes estão gerando empregos e o mundo sempre sai das crises, pois ele não para. Eike disse que é preciso ampliar a visão e acrescentar neste contexto os países emergentes como a América do Sul, África, Índia, China e Indonésia, ao gerando uma quantidade inesperada de emprego todos os anos. Ele disse ainda que os Estados Unidos estão melhorando e que a Europa passará por ajustes. Segundo ele será um processo como no Brasil na década de 90 em que será necessário acertar as dívidas e conter gastos. Além disso, nos próximos anos eles ficarão mais pobres, enquanto os emergentes ficarão mais ricos.

Grupo EBX faz pesquisa de risco

O ser questionado sobre o fato de o Grupo EBX estar entregando resultados, Eike diz que as empresas fizeram pesquisa de risco. Segundo ele, ao conhecer o cenário é possível diminuir o risco. Segundo ele o sucesso está na alta procura por conhecimento e tecnologia para aplicar, por exemplo, nas minas de carvão na Colômbia.