Publicado em: quarta-feira, 12/03/2014

Eduardo Campos cobra de Dilma Rousseff mais transparência ao tratar da situação econômica do país

Eduardo Campos cobra de Dilma Rousseff mais transparência ao tratar da situação econômica do paísAchando erronia a estratégia do Governo para tentar controlar a inflação, ontem, terça-feira (11), o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, cobrou a presidente Dilma Rousseff de um melhor esclarecimento da situação econômica do Brasil em meio à crise. Ele que é candidato à Presidência da República, afirma que o governo federal está mantendo uma inflação mascarada dentro da meta através do controle de preços que são controlados pelo Executivo. Segundo o governador, não há possibilidade de esconder a inflação e aumento de juros, assim como foi feito com o Plano Cruzado e depois de um tempo, a consequência veio para o povo.

Assim, foi feito e prometido no primeiro ano de governo do Fernando Henrique Cardoso e só após sua reeleição, o problema veio à tona. Ele acredita que, é preciso preservar o que foi feito de bom até agora por FHC, Itamar Franco, e até mesmo Lula. Mas a forma de preservar é falando a verdade, expondo a situação a todos, e ainda complementa, “com respeito a todos, com respeito à presidenta, mas falar a verdade.” Essa ‘cobrança’ dele, foi feita durante a inauguração de uma fábrica de bebidas em Itapissuma, Recife. O presidente do PSB, foi questionado sobre como será sua forma de campanha, se será de ataque ao governo de Dilma, e ele negou, afirmando que isso que está fazendo são apenas análises sobre a situação atual do país, portanto, não tem nenhuma ligação com estratégias eleitorais.

Jantar na casa de Kassab

O possível adversário de Dilma nas eleições, chegou ao local na companhia do ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho, também do secretário da Fazenda Paulo Câmara, entre outros políticos. Em uma entrevista, ele confirmou que participou de um jantar, no último domingo (9), na casa do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, contudo, não quis falar detalhes sobre o jantar, afirmando que, como de costume há um jantar de véspera para os debatedores, e tinham pessoas de todos os partidos, porém não quis revelar o que viu no local.