Publicado em: segunda-feira, 14/07/2014

Eduardo Campos cobra a conclusão das obras iniciadas para Copa e critica o governo Dilma

Eduardo Campos cobra a conclusão das obras iniciadas para Copa e critica o governo DilmaCom o fim da Copa do Mundo, o candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, exigiu que as obras iniciadas para uma melhor mobilidade urbana para atender ao Mundial da Fifa, sejam concluídas o quanto antes. Durante uma visita à capital do Rio Grande do Norte, o candidato pernambucano se referiu ao evento da Fifa como um assunto já superado e afirmou que a partir de agora o país precisa focar no que está por vir.

Ele destaca durante agenda eleitoral em Natal, que a Copa do mundo passou, e agora chegou o momento de debater sobre o Brasil, de verdade. Completa ainda dizendo que irá ser avaliado o tempo da Copa, porque ainda há muita coisa para ser renovada, deixando muitos ensinamentos. O ex-governador espera que as obras que foram feitas especialmente para o Mundo sejam finalizadas e as possíveis falhas sejam reparadas.

Campanha terrorista

Enquanto Campos passava pela capital potiguar, não hesitou em criticar novamente o governo de Dilma Rousseff, repetindo o que a oposição sempre diz, que a petista irá entregar o país “pior do que recebeu”. Novamente, ele acusou a presidente de se camuflar por trás do marketing e também por fazer campanhas terroristas com a intenção de ganhar votos, principalmente depois que deixou a entender que o projeto como Bolsa Família podem acabar se a oposição vencer a eleição.

Segundo o candidato do PSB, essa é uma forma terrorista de ameaçar que se o PT não ganhar a eleição presidencial, outro partido não irá dar continuidade no Bolsa Família, fazendo com que ele acabe. Mas para ele, isso não passa de uma “conversa fiada”, e garante que sua intenção não é somente manter o benefício, mas como também ampliá-lo. Na última quinta-feira, Campos gravou um programa eleitoral e uma entrevista a uma emissora de televisão no Rio Grande do Norte. Logo após o programa, ele se comprometeu a ir visitar o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, na igreja Matriz da capital de potiguar.