Publicado em: segunda-feira, 03/12/2012

Editoras fazem acordo com Amazon para venda de livros digitais

Editoras fazem acordo com Amazon para venda de livros digitaisAlgumas editoras nacionais fizeram acordo com a Amazon para vender livros digitais no Brasil. A gigante de vendas dos Estados Unidos, que está estruturando as sua operações no Brasil, fez contrato com a Companhia das Letras, a Globo Livros, a Ediouro e a DLD, que edita os livros digitais da Record, Objetiva, LPM, Planeta, Sextante, Rocco e Novo Conceito.

A DLD e Globo Livros também fizeram acordos com o Google, as duas tem a estimativa de que a Amazon e a loja de livros do Google façam a estreia no país no mês de dezembro. A Companhia das Letras disse apenas que está negociando de maneira avançada com o Google, porém não sabe nenhuma data para que o serviço seja lançado no país. O Coordenador de novos negócios da Companhia das Letras Fabio Uehara disse que a Amazon vai ter aproximadamente 500 títulos disponíveis, a editora já faz a venda de livros digitas em 11 lojas virtuais.

A Globo Livros está em fase final de detalhes sobre o contrato que tem com a Amazon, conforme Mauro Palermo, diretor da editora. Do total de 150 mil títulos, 1 mil são de maneira digital e estão disponíveis no iTunes da Apple, ou para o Kobo, um leitor digital que a Livraria Cultura lançou na última semana.

Palermo informou que os sistemas para gerenciamento de direitos autorais (DRM, em sigla em inglês) já estão habilitados de maneira técnica tanto para Kindle como para o Google Play no Brasil, ele ainda informou que o advogado da Amazon está no país para acertar detalhes de contratos em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

O Google afirmou não ter previsão para oferta de livros digitais no tablet Nexus dentro do mercado nacional, a Amazon, também não havia declarado a sua posição sobre este assunto.