Publicado em: segunda-feira, 20/01/2014

Duas vezes genérico: saiba mais sobre o “iPhone” da Gradiente

Saiba mais sobre o “iPhone” da GradienteSim, existe um iPhone brasileiro, mas ele nem chega perto da qualidade, beleza e glamour do smartphone da empresa norte-americana Apple. Mas esse iPhone nacional, segundo fontes, não foi criado pela Gradiente, mas sim pela Gigabyte, uma empresa de Taiwan que trabalha principalmente no leste da Europa e na Ásia.

E por lá, o iPhone C600, é conhecido como Simba SX1, sendo que as únicas diferenças que aparecem entre os aparelhos comercializados lá e aqui são as marcas colocadas atrás do aparelho, cada um com sua respectiva marca. A marca Taiwanesa lançou no final de 2013 o Simba em países como Ucrânia, Rússia, no mesmo período que o C600 entrou nas prateleiras de pré-venda no Brasil.

Um fato que a imprensa especializada frisou que o iPhone da Gradiente, que era cotado para ser lançado em outubro do ano passado, deve seu lançamento adiado para novembro, quando os iPhones 5S e 5C da Apple foram lançados. A empresa nacional fez uma lista top para quatro mil clientes, liberando o celular para os clientes que fizessem o cadastro antecipado no seu site, com o preço de R$ 1.149. O valor teria um aumento na loja, e atualmente está sendo vendido por R$ 1.499.

O porque de pegar uma empresa de Taiwan

Segundo informações da empresa Gradiente, ela em parceria com a Gigabyte desenvolveram o celular juntos, por isso não precisou pagar taxas de licenciamento e royalties, e também, conta com a exclusividade do produto em mercado nacional. Como acordo das duas empresas, a Gradiente comenta que adaptou o modelo às especificações na Anatel e acabou fazendo customizações e algumas traduções do sistema operacional do celular, o que especialista dizem não ter dado muito trabalho, pois o sistema operacional adotado, do Google, já vem praticamente pronto.