Publicado em: quarta-feira, 22/02/2012

Dow Jones tem maior alta desde o início da crise e alcança 13 mil pontos

Dow Jones tem maior alta desde o início da crise e alcança 13 mil pontosEmbora as bolsas européias continuem em baixa mesmo depois do anúncio de acordo entre países da Zona do Euro para auxiliarem a Grécia, nos EUA as notícias do velho continente tiveram impacto positivo para melhorar os números nas bolsas de ações. O índice Dow Jones superou os 13 mil pontos pela primeira vez desde maio de 2008. Esse resultado, segundo analistas, foi impulsionado pela aprovação do segundo pacote de ajuda à Grécia. O Dow Jones é a principal referência da Wall Street e reuni ações de 30 grandes empresas americanas.

A alta ocorreu duas horas depois do início do pregão na Bolsa de Nova York. O índice exibiu uma alta de 0,39% (50,82 pontos), chegando a 13.000,69 pontos. Essa pontuação não era superada desde 20 de maio de 2008, quando iniciou a forte crise financeira internacional. Desde 17 de outubro de 2007, data em que alcançou 14 mil pontos, o índice ainda acumula uma retração de 7,6%.

Resultados empresariais americanos contribuíram com a alta

Com a possível diminuição das dívidas gregas, as operações americanas apresentaram alta na Wall Street. No entanto, também contribuiu com este aumento a divulgação de alguns resultados empresariais melhores do que havia sido previsto nos Estados Unidos. Essa superação de 13 mil pontos deve atrair novos investidores ao mercado de ações americano, pois até agora, devido à instabilidade financeira, os investidores de varejo ficaram afastados das bolsas.

Quando considerado a última vez que o índice alcançou esse valor, as três empresas que tiveram maior alta em suas ações foram o McDonald’s, com valorização de 64,2%; a Home Depot, com alta de 59,1%; e a IBM, com aumento de 52,6%. Já as ações que tiveram maior desvalorização no período pertencem ao Bank América (apresentando retração de 77,6%), a Alcoa (perdeu 76,9% do seu valor) e a General Electric (com desvalorização de 41,3%).