Publicado em: quinta-feira, 27/03/2014

Dor nas costas é responsável por um terço dos casos de invalidez pelo trabalho

Na terça-feira (25), dois estudos foram publicados dois estudos que comprovam que as dores lombares causam incapacidade e casos de invalidez causados por excesso de trabalho, também são resultado das dores. As estatísticas adquiridas resultantes da pesquisa feita em 187 países, revela que a lombalgia afeta 9,4% da população mundial, incluindo crianças. Os resultados da pesquisa giram em torno dos problemas lombares que são comuns nas pessoas, eles situam esse problema na primeira posição das patologias em relação aos anos de vida tendo uma incapacidade.

De acordo com especialistas, as regiões que foram mais afetadas foram a Europa ocidental, norte da África e o Oriente Médio, e a América Latina e Caribe em segundo plano com uma menor incidência. Esse problema crônico tem a tendência de ir se agravando com a idade, o estudo aponta que esse ‘fenômeno’, provavelmente será responsável por um grande número de pessoas com dores lombares daqui algumas décadas em países menos desenvolvidos, essa afirmação foi publicada no “Annals of the Rheumatic Deseases”, uma revista que tem ligação com o grupo British Medical Journal (BMJ). Um outro estudo que também foi realizado partindo das mesmas estatísticas das anteriores, chegando à conclusão que as lombalgias estão presentes em um terço dos casos de invalidez que são ocasionadas por trabalho.

Grupo de risco

Há grupos que são considerados como os de ‘riscos’ que são de pessoas que tem idade entre 35 e 65 anos, esse grupo são dos que transportam cargas mais pesadas, trabalham em posições que desfavorecem e acabam ficando expostos a vibrações. Os dados coletados das duas pesquisas foram divulgados na edição 2010 da Global Burden Of Disease, apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), afim de avaliar o número de mortalidade e a baixa da saúde que sofre consequências em razão da diversidade de doenças.