Publicado em: sexta-feira, 20/04/2012

Dois estádios da Copa têm irregularidades

Um relatório elaborado por fiscais de Tribunais de Contas e divulgado nesta sexta-feira (20) apontou irregularidades nos orçamentos de pelo menos dois dos doze estádios escolhidos para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

A análise do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou, por exemplo, para valores inflacionados no orçamento da construção da Arena Amazônia, em Manaus. De acordo com o documento, há um sobrepreço de até R$ 86,5 milhões no preço das obras no estádio.

A constatação do TCU, faz, inclusive, com que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) possa não liberar os 20% de crédito para a construção da obra, orçada em mais de R$ 615 milhões.

O Tribunal de Contas do Distrito Federal, por sua vez, apontou irregularidades no faturamento da construção do Estádio Nacional de Brasília. Entre as falhas estão duplicidade de pagamento, quantidade de material superior ao que foi usado e pagamento de serviços com preços acima do mercado.