Publicado em: sexta-feira, 24/05/2013

Documentos apontam que rivais Churchill e Stálin passaram noite bebendo em plena Segunda Guerra Mundial

Documentos apontam que rivais Churchill e Stálin passaram noite bebendo em plena Segunda Guerra MundialO primeiro-ministro da Grã-Bretanha Winston Churchill e o ditador soviético Josef Stálin passaram a noite bebendo na cidade de Moscou durante a Segunda Guerra Mundial, conforme apontam documentos que foram recém-divulgados.

As relações dos dois líderes estavam tensas até o momento em que Churchill marcou um encontro junto a Stálin que tinha a ajuda de intérpretes para que pudessem se comunicar, e isto levou a um banquete que foi regado com muito álcool durante uma noite no ano de 1942, segundo apontam relatos que eram secretos estavam guardados dentro dos Arquivos Nacionais britânicos.

O subsecretário peramente Sir Alexander Cadogan da chancelaria britânica conta no documento que encontrou Stálin e Churchill, e viu Molotov se juntou a eles e ficaram sentados em uma mesa cheia entre eles coberta de comidas de vários tipos, coroadas com um leitão e por diversas garrafas.

Cadogan ainda faz o relato que o ambiente estava bastante alegre, mesmo que Churchill estivesse se queixando de uma pequena dor de cabeça quando o subsecretário o encontrou, à 1h da manhã, quando Cadogan escreveu que o líder britâncio parecia que sabia se restringir um inócuo vinho tinto efervescente caucasiano.

Os dois líderes não chegaram a tratar de muitos assuntos do cunho militar na reunião, que chegou até as 3h da manhã, porém Churchill chegou a questionar o ditador das políticas internas do país.

Cadogan ainda escreve que a noitada foi um sucesso, pois os dois políticos conseguiram se der bem e Churchill teria ficado impressionado, e acredita que o sentimento parece ser recíproco.