Publicado em: sexta-feira, 23/05/2014

Documentário “Dominguinhos” estreia em sete capitais

Documentário “Dominguinhos” estreia em sete capitaisA produção reúne várias entrevistas com o músico Dominguinhos. O documentário já está nos cinemas do Rio de Janeiro desde a última quinta-feira, dia 22 de maior. A história do mestre da sanfona irá percorrer outas seis capitais. Dominguinhos faleceu no mês de julho de 2013, quando estava com 72 anos de idade. O motivo foi o câncer de pulmão.

O documentário foge um pouco do modelo comum. Isso porque é mais um retrato da vida de Dominguinhos a partir de sua própria fala e apresentações de forró, baião e xaxado. O próprio músico conta sobre sua infância e o período antes de sua morte. Há entrevistas elaboradas pela produção, além de arquivos retirados de 20 fontes como emissoras de televisão.

A produção é de Deborah Osborn. Ela ressalta que não quis entrar muito no problema de saúde do músico. Por isso, tentou colocar a luta conta o câncer de pulmão de forma poética e até mesmo sutil.

O público vai notar que, enquanto as imagens passam na tela, no fundo está a voz do grande músico nordestino Dominguinhos. Em algumas cenas o sertão de Pernambuco aparece. Além disso, também a cidade de Garanhuns, terra natal de Dominguinhos.

A histórias dos dois casamentos do músico além das parcerias com Luiz Gonzaga, Gal Costa e Anastásia também aparecem no filme. Uma das diretoras do documentário é a cantora Mariana Aydar. Ela diz que o maior aprendizado que teve com Dominguinhos foi a simplicidade e humildade. Isso vem antes do dom musical, considerando que ele era um gênio.

Mariana conta que ele sempre fez questão de cumprimentar cada um que estava no set de filmagem. Nas vezes que gravou, a cantora lembra do músico agradecendo por ele estar sendo homenageado ainda em vida. A iniciativa de se fazer o filme foi dos músicos Duani, Mariana Aydar e Eduardo Nazarian. O lançamento aconteceu no final do mês de fevereiro de 2014.