Publicado em: quarta-feira, 14/09/2011

Djokovic garante liderança no ranking da ATP até o final de 2011

Após conquistar o título do US Open vencendo o espanhol Rafael Nadal, na segunda-feira (12), o sérvio Novak Djokovic abriu mais de quatro mil pontos de diferença para o vice-líder do ranking da ATP, seu rival na última decisão disputada. O sérvio venceu 64 das 66 partidas que disputou em 2011 e só pode perder o posto em 2012, quando defende o título do Aberto da Austrália. Thomas Bellucci é o melhor brasileiro, mesmo caindo para a 38ª posição.

O sérvio venceu dez títulos esse ano, três deles de Grand Slams. Além disso, Djokovic bateu o recorde de tenista que mais faturou em prêmios em um único ano, marca que pertencia ao suíço Roger Federer, atual terceiro colocado no ranking. Federer conquistou, em 2007, US$ 10.130.220 em premiações. Após o título no US Open, o sérvio chegou à marca de US$ 10.609.318, apenas em 2011.

Djokovic já coleciona 28 títulos na carreira e é um dos quatro maiores vencedores em atividade no mundo do tênis. Em um total de 134 partidas disputadas em Grand Slams, o sérvio venceu 110, colocando seu nome na história do esporte com mais um recorde, entrando para a lista dos poucos tenista que chegaram às semifinais de todos esses torneios na mesma temporada. Só não foi finalista em Roland Garros.

O final do US Open não alterou o top 10 do ranking da ATP. Apenas o francês Jo-Wilfried Tsona conseguiu recuperar a décima posição do espanhol Nicolas Almagro, que perdeu logo na primeira rodada. Os demais tenistas continuaram nas mesmas colocações.