Publicado em: quinta-feira, 13/09/2012

Disciplina de cidadania moral e ética entrará na grade curricular do ensino fundamental

Disciplina de cidadania moral e ética entrará na grade curricular do ensino fundamentalAs disciplinas de cidadania moral e ética será implementada na sala de aula do ensino fundamental. A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. A decisão também se estende para o ensino médio, que terá as disciplinas de ética social e política.

O projeto de Lei 2/2012 é de autoria do senador Sérgio Souza (PMDB), que faz das disciplinas obrigatórias. O senador alega que os estudantes precisam de uma melhor formação em aspectos políticos, sociais e éticos. Entendendo assim, com mais discernimento, os problemas sociais do Brasil e também do mundo.

Para a diretora de Todos pela Educação, Priscila Cruz, a medida não foi vista com bons olhos. A critica foi ao excesso de matérias que são cobradas dos alunos de ensino médio e fundamental. A diretora afirma que com as novas matérias os alunos não terão tempo para aprender matérias essenciais (matemática, português, história…). Para Priscila o problema foi repassado para escola, que terá que dividir os horários para conseguir encaixar as novas disciplinas, que não são aprendidas na teoria e sim no dia a dia. A diretora ainda ressaltou que as matérias que serão implementadas deveriam ser transversais às outras e não ensinadas separadamente. Priscila afirma que não se pode separar a ética e que as novas disciplinas são desnecessárias para os alunos.

Outras determinações da nova lei

A comissão que aprovou o ensino das novas matérias também fez algumas outras modificações. Os livros eletrônicos serão isentos de impostos, pois serão equiparados aos tradicionais da legislação brasileira.

Outra determinação levantada e aprovada pela Comissão foi que o desvio de verbas que seriam alocadas para programas de saúde e educação será considerado crime hediondo (PLS 676/2011). A lei foi aprovada pelo senador Cristóvan Buarque (PDT-DF).