Publicado em: quinta-feira, 16/02/2012

Dirigentes articulam sucessão de Teixeira na CBF

A eminente renúncia de Ricardo Teixeira da presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) faz com que os dirigentes brasileiros já comecem a articular um plano para ver quem irá sucedê-lo no comando da entidade que rege o futebol no país.

Pelo estatuto da entidade, caso Teixeira venha a deixar o cargo, o vice mais idoso deve assumir a presidência. Neste caso seria o ex-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), José Marian Marin, que conta com o apoio do atual mandatário da FPF e também vice da CBF, Marco Polo Del Nero, um dos maiores aliados de Ricardo Teixeira.

Entretanto, alguns presidentes de outras federações já articulam um plano de convocar uma eleição caso Ricardo Teixeira saia da CBF. O movimento é liderado pelos presidentes das Federações Gaúcha e Baiana, Francisco Noveletto e Edinaldo Rodrigues.

Acuado por conta das diversas denúncias de corrupção e com problemas de saúde, Ricardo Teixeira é tido como praticamente fora da CBF, após 23 anos como presidente da entidade. O anúncio de sua saída é esperado para ser divulgado ainda nesta quinta-feira (16).