Publicado em: quarta-feira, 21/09/2011

Dirigente afirma que Jóbson é um desperdício

A diretoria do Botafogo havia agendado uma reunião com o atacante Jóbson para a última teça-feira (20), entretanto, o jogador não compareceu. Com isso, os representantes do clube carioca remarcaram o encontro para a segunda-feira (26).

A justificativa dada pelo agente de Jóbson, Antenor Joaquim, foi de que o atacante estava em sua cidade natal, Conceição do Araguai, no Pará. O encontro entre Jóbson e o gerente de futebol do Botafogo, Anderson Barros, para definir o futuro do jogador.

Na opinião de Barros, Jóbson ‘é um desperdício’, devido ao seu grande potencial como jogador de futebol, desperdiçado devido às várias polêmicas em que se envolveu. A passagem do atacante pelo Botafogo, em 2009, se fosse mantida, colocaria Jóbson na seleção brasileira, avalia Anderson Barros.

Jóbson está suspenso do futebol até março do ano que vem, por conta de ter sido flagrado no exame antidoping em 2009, onde foi acusado o uso de cocaína. O atacante admitiu ter usado crack, na época. Jóbson tem contrato com o Botafogo, que faz várias exigências para auxiliar o tratamento do jogador.