Publicado em: sexta-feira, 07/12/2012

Diretoria do São Paulo acredita que punir Luís Fabiano conturbaria o ambiente

Diretoria do São Paulo acredita que punir Luís Fabiano conturbaria o ambienteA expulsão do atacante Luís Fabiano, do São Paulo, ainda no primeiro tempo da partida diante do Tigre-ARG pelo jogo de ida da final da Copa Sul-americana, não foi esquecida. A diretoria do tricolor paulista não descarta punir o jogador por sua conduta ‘infantil’ diante da catimba da equipe argentina, mas no atual momento punir o jogador poderia prejudicar o ambiente do time para o jogo de volta, na próxima quarta-feira (12) no Morumbi.

O primeiro dirigente do São Paulo a comentar a expulsão do camisa 9, ainda na Argentina, foi o diretor de futebol Adalberto Baptista. Questionado se o jogador seria punido, ele disse que esse tipo de assunto é tratado apenas internamente dentro do clube. Entretanto, ele garantiu que a expulsão do atacante prejudicou a equipe, já que com um jogador a menos o nível técnico das equipes foi igualado e os argentinos foram violentos durante todo o jogo, com cusparadas e jogadas muito ríspidas.

Já o presidente Juvenal Juvêncio não quis entrar no mérito da partida e deu a entender que não iria puir o atacante de 32. Segundo o mandatário são-paulino, punir Luís Fabiano neste ano não haveria sentido, já que ele nem poderá mais atuar no clube na temporada. Além disso, Juvêncio garantir que para punir um jogador é preciso analisar o conjunto da obra e que conhece muito bem o jogador e sabe do seu comportamento.

Ney Franco já saiu em defesa do seu jogador e disse que não é o momento para se punir ninguém. Ele disse ainda que Luís Fabiano é um jogador aguerrido que se entrega muito nas partidas e que uma punição poderia prejudicar o ambiente.