Publicado em: terça-feira, 24/01/2012

Diretora do FMI pede por novo aumento no fundo de resgate europeu

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pediu nesta segunda-feira (23) que seja oferecido um novo acréscimo junto aos fundos de resgate europeu para auxiliar países que não estou aptos a enfrentar a crise com mais liquidez.

Christine participou de uma conferencia em Berlim que reuniu a Sociedade Alemã de Polícia Externa e afirmou que novos investimentos são essenciais para que a União Europeia (UE) consiga evitar que a crise continua a contaminar outros países na euro zona.

“Itália e Espanha, países que são capazes de pagar sua dívida, poderiam sofrer um problema de falta de liquidez por culpa de uma situação anormal nos mercados”, disse. Ela comentou que dessa forma é possível conter os avanços da crise.

Ela ainda afirmou que todos os recursos que não estão sendo utilizados no momento pelo Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) poderia ser passados de formam permanente ao Mecanismo Europeu de Estabilização (MEDE), que deve começar a funcionar no segundo semestre deste ano. A chancelar da Alemanha, Angela Merkel, que está na oposição contra o plano, concordou com Christine em aumentar a contribuição do país junto ao MEDE.