Publicado em: sexta-feira, 28/10/2011

Dinossauros migravam mais de 300km em busca de comida e água

Estudo realizado por cientistas norte-americanos comprovou que os dinossauros conhecidos como saurópodes, herbívoros de mais de 15 metros de altura, viajavam até 300km em busca de água e alimentação. Para chegar a essa conclusão os cientistas analisaram os dentes dos dinossauros, que mostram resquícios de água tanto das montanhas quanto de regiões litorâneas. Foram analisados o esmalte dos dentes de 32 saurópodes. Esses dinossauros viveram há mais de 150 milhões de anos.

Para ter uma noção, a altura dos saurópodes é equivalente a um prédio de cinco andares. Quando chegava o verão, os dinossauros deixavam as regiões litorâneas e viajavam em direção às regiões mais altas. Quando era hora de voltar ao litoral no inverno, a busca por comida poderia durar até cinco meses. A teoria que os dinossauros eram espécies migratórias só foi comprovada agora com essa análise do esmalte dos dentes. O estudo foi feito com fósseis de duas localidades diferentes.

De acordo com o autor principal do estudo, Henry Fricke da Colorado College, “nossa observação mais básica mostrou que os Camarasaurs beberam água proveniente da região de terras altas, diferente do terreno litorâneo onde os fósseis foram encontrados”. As conclusões foram publicadas na revista científica Nature na edição da última quarta-feira (26).

A distância estimada, os 300km de viagem, foi resultante de um estudo que analisou como seria a realidade geográfica da época com base nas localizações onde encontraram os fósseis dos dinossauros. Essa distância se refere à montanha mais próxima. Sabe-se que as águas são de diferentes lugares por causa da composição química de cada resquício.