Publicado em: sábado, 01/03/2014

Dilma volta a declarar que royalties do pré-sal serão destinados à educação pública

Dilma volta a declarar que royalties do pré-sal serão destinados à educação públicaA presidente Dilma Rousseff voltou a salientar, no último dia 27, que os recursos gerados pelo pré-sal serão destinados para melhorias na educação. O anúncio aconteceu em São Paulo, durante uma cerimônia de formatura de 3,8 mil alunos do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). São encaminhados para a educação brasileira 75% dos royalties e 50% lucro do óleo.

Segundo a presidente, essa destinação visa melhorar as condições de trabalho e os salários dos professores, além da quantidade e estrutura de escolas públicas. De acordo com Dilma, o petróleo é um bem finito, mas os benefícios da exploração do pré-sal precisam ser constantes.

Dilma salientou que o caminho para o desenvolvimento do país é investir na formação de técnicos, cientistas e pesquisadores e universitários. Ela explica que esse caminho passa diretamente pelos investimentos em educação, e que vai ajudar a reduzir as desigualdades no Brasil.

Os investimentos oriundos dos rendimentos do pré-sal na educação devem chegar a R$ 134,9 bilhões até 2022. O restante dos royalties, referentes a R$ 44,9 bilhões, serão destinados à saúde.

Pronatec é visto como revolução na educação

A Presidência da República aponta o Pronatec como um dos programas federais de maior êxito na história da educação no Brasil, com quase 6 milhões de participantes em 3.500 municípios brasileiros. Dilma destacou que a procura feminina pelo programa tem crescido muito, e em alguns Estados chega 70% do número de participantes. Não há qualquer restrição à participação no programa, nem privilégio por renda.

Dilma afirmou que o sucesso do Pronatec se deve muito à mudança de postura do brasileiro, que está cada vez mais interessado em se aprimorar. Ela destacou o esforço dos estudantes e o apoio das famílias como fator determinante para os avanços.