Publicado em: sexta-feira, 21/02/2014

Dilma viaja a Roma e se encontra com o papa Francisco

Dilma viaja a Roma e se encontra com o papa FranciscoNa manhã desta sexta-feira (21), a presidenta Dilma Rousseff chegou a Roma para se encontrar com o papa Francisco e com o presidente italiano. Além da viagem, a presidente confessou que convidará o papa para acompanhar os jogos da Copa, em especial o país de origem do pontífice, a Argentina.

Dilma participará da cerimônia de consagração do cardeal e atual arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta. A chefe de estado brasileira se encontrará com o papa Francisco e com presidente da Itália, Giorgio Napolitano. Ainda não se sabe qual o assunto da reunião com o presidente italiano, mas de acordo com o Porta Voz do Governo Federal, Dilma convidará o pontífice para a Copa alegando que esta será uma oportunidade para que seja feita uma campanha contra o preconceito, seja ele racial, sexual, religioso ou étnico.

A principio, Giorgio e Rousseff falarão sobre a cooperação entre Brasil e Itália e também para que ocorra um apoio entre empresas de pequeno e médio porte. Afundada em meio a crise, a península itálica passa por uma transição, há menos de uma semana, o primeiro-ministro Entico Letta que ocupava o cargo havia 10 meses, renunciou e uma nova equipe de governo será criada. Além das empresas menores, Dilma quer reforçar o relação com as multinacionais italianas Fiat e Tim. Após o encontro, a presidente deverá comparecer à 7ª Cúpula Brasil-União Europeia, na qual falará sobre investimentos do país no continente europeu.

No entanto, não há confirmação de que a presidente pedirá a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolatto, preso na Itália e com mandado de prisão no Brasil desde a condenação pelo Mensalão. Pizzolatto foi condenado a 12 anos de prisão por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, juntamente com José Genoino, José Dirceu, Delúbio Soares, Jacinto Lamas, Romeu Queiroz.