Publicado em: domingo, 15/06/2014

Dilma Rousseff recebe uma rosa de ex-presidente Lula e diz que perdoa hostilidade sofrida em abertura da Copa

Dilma Rousseff recebe uma rosa de ex-presidente Lula e diz que perdoa hostilidade sofrida em abertura da CopaA presidente Dilma Rousseff esteve em um encontro estadual do Partido dos Trabalhadores no Recife e lá Dilma recebeu uma rosa dada pelo ex presidente Lula, em meio a seu pronunciamento Dilma declarou que as ofensas que foram feitas a ela durante a abertura da Copa do Mundo estão perdoadas.

Dilma justificou sua atitude dizendo que todos merecem ser perdoados, porém o fato de ela ter perdoado as atitudes rudes com ela não significa que ela esqueceu os episódios ocorridos nesta quinta-feira, Dilma declarou que apenas o perdão é feito para que se possa reprimir todo o sentimento de ódio que pode ficar no coração depois de um episódio como este.

A presidente também realizou um discurso anteriormente e declarou que todas as hostilidades sofridas por ela não representam a opinião dos brasileiros, que de acordo com ela são um povo civilizado, portanto não tomariam essas atitudes.

Dilma que esteve na inauguração de parte de um corredor de ônibus disse que mesmo com tantas pessoas fazendo comentários sobre as obras que não estariam terminadas a tempo do Mundial, mas Dilma declarou que as obras ficaram prontas a tempo e com isso a abertura da Copa representou um marco para o Brasil, segundo a presidente o país atingiu uma afirmação com o início da Copa.

Além disso Dilma fez questão de dizer durante a cerimônia que as hostilidades que foram sofridas por ela não irão lhe tirar do rumo, já que segundo ela nem o fato de ter passado por torturas físicas foram capazes de tirar o rumo que ela escolheu para seguir em sua vida, portanto Dilma disse que este episódio não lhe tirará o foco, já que de acordo com a presidente a visão do povo brasileiro é diferente da que pôde ser vista durante quatro momentos na abertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira, em que a presidente foi hostilizada por torcedores presentes na Arena Corinthians.