Publicado em: sábado, 10/03/2012

Dilma faz nova troca de ministros e Pepe Vargas substitui Afonso Florence

O governo de Dilma Rousseff faz a 12ª troca de ministros. Desta vez trata-se do Ministério do Desenvolvimento Agrário. A assessoria de imprensa do governo anunciou, ontem à noite (9), que o deputado Pepe Vargas (PT-RS) vai substituir Afonso Florence no Ministério do Desenvolvimento Agrário. Na nota divulgada pelo Palácio do Planalto no início da noite, Dilma agradeceu os serviços feitos por Florence e disse ainda que espera seu apoio e confiança na Câmara dos Deputados. A presidente elogiou os trabalhos de Florence.

Na mesma nota a presidente deseja que Pepe Vargas desempenhe um bom trabalho como novo ministro. Dilma disse que tem certeza de que ele será bem sucedido na sua nova função, pois durante toda a sua vida pública no Rio Grande do Sul teve compromisso com suas atividades. A data da posse ainda não foi divulgada, mas deverá acontecer na próxima semana para que Pepe Vargas já inicie seus trabalhos no Ministério.

Afonso Florence havia deixado a Câmara federal para atuar como ministro. Agora deve voltar ao seu antigo cargo, onde permaneceu por pouco mais de um ano. Líderes partidários acreditam que a troca de ministros deve melhorar a relação do governo com os movimentos no campo. Segundo Renato Simões, que é secretário de Movimentos Sociais do Partido dos Trabalhadores, a substituições de Florence por Vargas vai contribuir para melhorar os debates com os sem-terra.

Pepe Vargas tem experiência na vida pública

Gilberto José Spier Vargas, novo ministro do governo Dilma, é médico e já atuou na administração pública. Vargas está em seu segundo mandato como deputado federal pelo Rio Grande do Sul e fez parte de várias comissões. Além desses cargos mais atuais, Vargas também atuou no âmbito municipal na cidade de Caxias do Sul, na Serra gaúcha. Começou sua carreira política como vereador, depois foi deputado estadual e voltou para o município para ser prefeito de Caxias do Sul durante oito anos consecutivos. Vargas pretendia, antes de ser convocado por Dilma para o Ministério, se candidatar para a prefeitura de Caxias do Sul mais uma vez.