Publicado em: sábado, 01/10/2011

Dilma diz que país não pode errar com política monetária

Nesta sexta-feira (30), a presidente Dilma Rousseff afirmou que é “inadmissível” que o país erre com a sua política monetária frente a um momento tenso que o cenário mundial econômico está vivendo.

De acordo com a presidente, o governo federal está se “empenhando” para realizar a melhor execução possível junto ao superávit primário, fazendo com que o Banco Central consiga “iniciar um ciclo cauteloso e responsável” para que os juros básicos sejam reduzidos

“Enquanto a deflação ameaçar a economia internacional, enquanto a situação financeira ainda estiver grave, nós vamos nos aproveitar e levar as condições financeiras deste país a um nível que a economia mundial permitir”, garantiu Dilma durante evento que aconteceu em São Paulo.

A presidente ainda comentou que o Brasil vem realizando uma política minério que tem como principal objetivo buscar avanços e que estão sendo utilizados todos os instrumentos disponíveis para garantir a elevação da economia brasileira.

“Tem gente que fala ‘tem que baixar os juros’. Não, vai baixar se for possível”, ponderou.