Publicado em: terça-feira, 05/03/2013

Dilma diz que durante a eleição o partido pode fazer “o diabo”

Dilma diz que durante a eleição o partido pode fazer “o diabo”Em clima de campanha eleitoral antecipada, a presidente Dilma Rousseff afirmou durante esta segunda-feira (4) que o governo dela diz respeito a políticos de outros partidos, mesmo com paixões eleitorais.

Ela disse que durante a eleição podem brigar, e fazer “o diabo”, porém durante o exercício do mandato, é necessário que os políticos se respeitem, pois foram eleitos através do voto direto do povo do Brasil, em uma cerimônia para a entrega de um conjunto de habitações na cidade de João Pessoa, no estado da Paraíba.

Em um discurso que durou 32 minutos, e teve direito a dar tchauzinhos à plateia, Dilma fez citações ao antecessor neste cargo, o ex-presidente Lula, e fez afagos para o PSB e o governador do Pernambuco Eduardo Campos, que pode concorrer com ela em 2014 para a disputa do Palácio do Planalto.

Sempre denominando o governador Ricardo Coutinho da Paraíba como parceiro, Dilma utilizou o palanque para que prometesse fazer o atendimento de um pedido dele, que também é do PSB, tinha terminado de realizar contra as 576 famílias que vão receber unidades do programa Minha Casa, Minha Vida no subúrbio da cidade de João Pessoa.

Dilma disse para ele que há uma coincidência entre os desejos que o governador e o dela, Dilma afirmou ainda ao público que aceita complementar os recursos, que giram em torno de R$ 70 milhões, para que o Centro de Convenções da cidade seja concluído. Ela ainda disse que pode viabilizar ampliações no aeroporto da cidade e no porto de Cabedelo (PB) que são outros dois desejos que Coutinho tem.

Depois de afirmar que as moradias que ela inaugurava eram diferentes, pois tinham qualidade e acabamento, com relação ao que era construído anteriormente no país, a presidente afirmou que as realizações do governo dela não podem ser tratadas como favores, e sim como uma obrigação e um dever que o Estado brasileiro tem.