Publicado em: terça-feira, 12/11/2013

Dilma anuncia mudanças na equipe ministerial

Dilma anuncia mudanças na equipe ministerialA presidente do Brasil, Dilma Rousseff, anunciou na última segunda feira, 11 de novembro, que vai realizar uma reforma ministerial, com algumas substituições na equipe de ministros até o final deste ano. Isso será realizado pensando nas vagas de ministros que podem, eventualmente, podem participar das campanhas e concorram vagas nas eleições estaduais do próximo ano. Muitas especulações já foram feitas a respeito das mudanças no ministério.

Depois de assinar vários atos no Palacio de Gobierno, no Peru, em Lima, Dilma afirmou em uma conversa com jornalistas que pretende fazer uma reforma ministerial. Com sua fala, ela deu a entender que iria colocar ao menos os secretários executivos das pastas para ocupar o lugar dos titulares. Ela declarou que é muito possível que os ministros deixem o governo para iniciar campanha para 2014, por isso as substituições.

Por lei, essas mudanças só devem acontecer em abril, quando os candidatos que possuem cargos no poder executivo, precisam se descompatibilizar. Desde a metade deste ano, a reforma ministerial com vistas para 2014 vem sendo especulada, quando a presidente Dilma deu um início velado a maratona de eventos e anúncios, manifestando já seu apoio a diversas candidaturas, como do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para o governo de São Paulo, assim como o ministro do desenvolvimento, Fernando Pimentel, para o governo de Minas Gerais.

Ela visitou, ainda na segunda feira, a capital do Peru acompanha por Pimentel, ampliando ainda as discussões nas áreas de atuação de Padilha. Sobre a polêmica entre Kassab e Fernando Haddad, Dilma preferiu não se posicionar, afirmando que sua visita era de Estado e não para falar de eleições. Kassaba aproveitou a abertura na mídia para criticar seu sucessor, usando expressões como desrespeitoso, desonestidade e má fé. Esta foi a primeira vez que o presidente do PSD criticou o petista abertamente.