Publicado em: terça-feira, 12/06/2012

Dilma afirma que fiscalização é responsável pela queda no desmatamento

Na tarde de ontem, segunda feira (11), a chefe de estado brasileira, Dilma Rousseff, afirmou se sentir orgulhosa da queda no índice de desmatamento ilegal no Brasil, de 77%. Os dados oficiais foram divulgados na última semana, revelando a situação atual da preservação ambiental. Dilma afirmou que o país tem o privilegio de possuir a maior área florestal tropical de todo o mundo, tendo orgulho de conseguir protegê-la cada vez mais.

Para Dilma Rousseff, a diminuição no número de desmatamentos é conseqüência da ação intensiva do governo na fiscalização e do trabalho com a parceira de órgãos com as Forças Armadas, a Polícia Federal e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Ela ainda destacou a importância de programas como o Bolsa Verde, que oferece benefícios de R$ 300, a cada três meses, para famílias em situação de pobreza extrema que atuam na área de coleta de frutos, com a pesca artesanal ou na extração de látex, no território da Amzônia.

Resultado

De acordo com a presidente, é a combinação de uma fiscalização atuante com estratégias e ações que possibilita a realização de uma exploração sustentável dos recursos naturais disponíveis, ajudando a manter as florestas. Atualmente, mais de 80% da floresta está preservada, sendo que nos países da Europa, este índice fica próximo a 10%.

Agora, compras do governo federal devem dar prioridade a serviços e produtos com respeito ao meio ambiente, incluindo na medida cimento, asfalto, areia, tijolos, fardamentos, livros escolares e papéis. As compras públicas realizadas em 2010 movimentaram mais de setenta bilhões de reais.