Publicado em: segunda-feira, 17/03/2014

Dilma afirma em coletiva que irá mandar construir ponte que liga Acre e Rondônia

Dilma afirma em coletiva que irá mandar construir ponte que liga Acre e RondôniaA região dos estados Rondônia e Acre tem sofrido com as constantes enchentes, pensando nisso, no último sábado (15), a presidente Dilma Rousseff, informou sobre a construção de uma ponte sobre o Rio Madeira, que liga o Acre a Rondônia, ela fez a afirmação durante a coletiva no aeroporto do Rio Branco. A BR-364 é a única estrada que liga os dois estados, e a necessidade de ter uma ligação entre elas, é o fato de que há 20 dias, parte da estrada está fechada por conta da cheia do Rio Madeira, que transbordou e já cobre trechos da rodovia. Dilma declara que, irá fazer a ponte sobre o Rio Madeira e isso irá beneficiar a todos, contudo, não deu maiores detalhes sobre a construção.

Ela visitou as áreas que sofreram e tiveram maior estrago por conta da cheia do Rio Acre, também foi até pessoas que estão desabrigadas e alojadas no Parque das Exposições em rio branca. A cheia do Rio, afetou muitos moradores da região, tirando a moradia de cerca de 4 mil pessoas. Segundo informou o governador Tião Viana, essa notícia que a presidente levou a população foi como uma presente. Durante a coletiva, a presidente também contou que o Governo Federal está sendo solidário, principalmente com a situação que os estados estão enfrentando pela cheia, ela afirma: Estamos preocupados, sempre mantivemos a ponte aérea, através da Força Aérea Nacional, que garante o apoio para a região e manteremos até quando for necessário”.

Ideias

Com a estrada coberta por água, Dilma diz que a ideia principal é que sejam feitas ligações entre estados por meio de vias terrestres ou hidrovias. Alternativas estão sendo criadas, e a base é no fato da BR possuir pontos de 2m a 3m de água acima da estrada, assim, a passagem dos caminhões é interrompida em alguns momentos e em outros é liberada. A presidente expõe também que está feliz com a visita e acredita na importância das políticas públicas para que haja um controle na situação caótica do estado.